17 de janeiro de 2009

Exigências da Vida Moderna

Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro. 
E uma banana pelo potássio. 
E também uma laranja pela vitamina C. 
Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água.
E uriná-los, o que consome o dobro do tempo. 
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão). 
Cada dia uma Aspirina, previne infarto.Uma taça de vinho tinto também. 
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.  
Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem. 
O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.

Todos os dias deve-se comer fibra.
Muita, muitíssima fibra. 
Fibra suficiente para fazer um pullôver. 
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia. 
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax. 
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia. 
Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma. 
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.
As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. 
Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma). 

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando. 
Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações. 
Ah! E o sexo.
Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina.
Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução. 
Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.
Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação.
Na minha conta são 29 horas por dia. 
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!
Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes. Chame os amigos e seus pais. 
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher. 
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.
Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro. 
E já que vou, levo um jornal...
Tchau....
Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.

Luís Fernando Veríssimo

Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

As regras do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em 1990, e que entram em vigor no Brasil a partir de janeiro de 2009, vão afetar principalmente o uso dos acentos agudo e circunflexo, do trema e do hífen. Cuidado: segundo elas, você não poderá mais escrever que foi mordido por uma jibóia, e sim por uma jiboia. 
Aquela sua boa idéia será má ideia, porque é assim, sem o danado do acento agudo, que você deve passar a escrever a palavra. Achou tudo uma feiura? Será que você vai aguentar tanta mudança? 
Mas pode ficar tranquilo. Se você estiver lendo esta postagem e, por acaso já pirar com as regras, você terá um tempo para se acostumar com o Acordo assinado pelo Lula. Segundo o Ministério da Educação, haverá um prazo de transição até o fim de 2012, em que ambas grafias serão aceitas em todos os oito países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). São eles: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe. (Ufa!) 
Uma boa ideia, no entanto, é já recorrer aos guias e aos livros que nos auxiliam a entender  o que mudou. Não se pode entender o acordo como uma proposta de simplificação, mas sim de unificação ortográfica .
Para que fosse possível, foi necessário que o Brasil e Portugal abrissem mão de convicções. O Brasil abriu mão do circunflexo e agudos, em alguns casos, e sobretudo do trema. Portugal, por sua vez, abriu mão do 'p' de adoptar e do 'c' de direcção."  

As regras do novo acordo quanto ao uso dos acentos circunflexo e agudo, ou à eliminação do trema, são bem claras? Até que sim. Não será preciso nenhum esforço heroico para colocá-las em prática? Quem viver verá. Já o hífen, um enjoo para quem precisa seguir regras, continuará a ser o calcanhar de Aquiles -e não mais calcanhar-de-aquiles, a propósito- de qualquer um. 

Por fim, esse papo dos governantes de unificar a Língua Portuguesa para haver projeção internacional para mim é errado.  A língua que tem maior projeção internacional, o inglês, apresenta inúmeras diferenças entre a língua falada na Inglaterra e a falada nos Estados Unidos.
Para que nós, lusofonos, tenhamos mais projeção, devemos nos preocupar com uma educação séria, não modificar e/ou unificar as regras de acentuação. Temos que nos dedicar a compreender as diferenças e nos fazer entender dentro de nossas realidades. Não basta leis, precisamos de exemplos.
Agora vamos dizer que quando os brasileiros pegam um texto com a grafia “acção” eles não entendem que está escrito “ação” ou que quando um português lê um texto brasileiro “úmido” ele não entende “húmido” ? Isto é hipocrisia, nos fazemos entender sim. Gostaria muito que os governantes tivessem maior interesse nas mudanças políticas, de seus atos e deixassem que as normas técnicas ortográficas tivessem tempo de se acomodar na mente dos falantes. No Brasil há muitas pessoas que ainda não se acostumaram com as últimas mudanças ortograficas de 1970. Gostaria muito que o Brasil não ratificasse este acordo. Ratificasse sim, um acordo de conduta séria, de não corrupção. Que a língua é algo vivo, todos nós sabemos. Contudo, estas mudanças não têm propósitos justos. Vamos cada um viver nossas diferenças!


16 de janeiro de 2009

Se os times fossem bandas...

Grêmio = Sepultura. Um de nossos sucessos internacionais. Mas na terra do molejo e do samba faceiro - exceção feita ao seu público fiel - muitos acham que eles pegam pesado demais.

Corinthians = Michael Jackson. Um dos mais populares da história, envolveu-se em escândalos e até mudou de cor. Têm apostado em criancinhas como Lulinha e Dentinho.

Palmeiras = Aerosmith. A banda tem enorme tempo de estrada. Mas suas músicas só atingem o estrelato quando faz alguma parceria.

São Paulo = Queen. Já foi eleita a melhor do mundo uma quantidade de vezes. E um dos seus integrantes é assumidamente homossexual.

Santos = Beatles. Nos anos 60, não tinha pra ninguém, até hoje é lembrado no mundo inteiro pelos sucessos de 40 anos atrás.

Vasco = Oasis. Banda de qualidade e importância inquestionáveis. Todo mundo quer gostar dela quando ouve, mas a imagem do líder Euricão Gallagher faz muita gente sentir aversão.

Internacional = Led Zeppelin. Reinou nos anos 70 e morreu nos 80. Seus líderes conseguiram juntar os cacos e voltar nos anos 2000, com uma inesquecível turnê mundial.

Atletico MG = Raul Seixas. Mesmo sem ter alcançado o estrelato tantas vezes, conseguiu se consolidar como um dos artistas mais populares do país. Seus fãs são tão apaixonados que tem fama de malucos.

Fluminense = Titãs. Banda charmosa e simpática. No Brasil, é querida por muitos. O problema é que ninguém nunca ouviu falar fora de nossas fronteiras.

Botafogo = Rolling Stones. Seria o maior da década de 60, se não houvesse um rival mais popular… Teve seu Satisfaction em Garrincha. Há alguns anos retomou o rumo e está feliz da vida.

Cruzeiro = Paralamas do Sucesso. Na América do Sul é respeitado e campeão de vendas. Mas quando participa de um festival com bandas européias é café com leite.

Flamengo = Jorge Ben Jor. Há muito tempo não produz um grande sucesso, mas é incrível como segue popular e nunca sai da moda.

= Fonte: Comunidades do orkut ^^