12 de setembro de 2009

Corrida de Obstáculos

Estou impressionado com o fenômeno Usain Bolt, que correu 100 metros em 9,58s , desafiando os limites do ser humano. Só para efeitos de comparação, pessoas normais como nós, fariam o mesmo trajeto em 20 ou 25 segundos, não sei. Todos nós merecemos uma medalha de ouro olímpica todos os dias. Há alguns verbos que resumem a existência do homem sobre a Terra, como poder, querer, saber... E nos dias de hoje, um deles é correr. Porque nos tornamos todos uma espécie de Usain Bolt, à paisana. Não importa a situação. Corremos todos os dias. De manhã bem cedo corremos para nos arrumar, depois para não perder o horário do trabalho; corremos mesmo parados no trânsito, no metrô. Corremos para concluir as tarefas do dia e, no final do expediente, corremos para não perder o horário da aula na faculdade. Corremos quando a porta do elevador já está se fechando, afinal o próximo só sobe daqui 3 minutos; corremos da chuva que, com esse buraco na camada de ozônio, de repente transforma em caos um dia que parecia esplendoroso. Corremos dos juros, dos ladrões no farol, dos impostos, dos motoboys. Corremos dos fiscais, dos políticos e, porque não, dos chatos. Enfim, correr, correr. Mesmo que a vida pareça uma corrida de obstáculos, não somos pessimistas! É só lembrar que um dia lá pra trás a gente correu jogando bet, futebol, tudo sem se preocupar com horários e obrigações. Mas esse tempo correu, voou. Mas ainda pode ser vivido. Ainda podemos nos tornar campeões como Bolt, um pouco mais lentos do que os 9,58s, mas podemos correr para viver cada momento, cada canção, ver todos os horizontes, sorrir e gargalhar, perdoar aos que nos magoaram; podemos correr para errar menos, correr para ajudar no que puder e, principalmente, correr para não parar.

1 comentários:

Fernando ... Ñunes disse...

Eu saio da minha casa e chego no meu trabalho em 5 minutos as vezes pq sempre to atrasado... quero premios tmb...

Postar um comentário