7 de dezembro de 2009

Brasília, nossa capital, cai de podre.

           Brasilia cai de podre. É, realmente nunca se viu nada parecido. Um escândalo que não se resolve com impeachment do governador.
           Pois é Arruda,agora  você tem chances de comer o panetone que o diabo amassou. E logo senti um nojo dessa imensa trouxa de roupa suja que não conseguiram lavar em casa. A TV mostrou um monte
de imundices, sem que tivessem tempo de, os pais, tirarem as crianças da sala. Políticos enfiavam dinheiro nas cuecas, nas meias e o fedor passava através do vídeo, onde esses tristes personagens faziam uma montanha de meias e cuecas emporcalhadas, panos gordurosos, toalhas emboloradas, trapos , panos de chão sujos, lençóis com manchas suspeitas... e ninguém é preso, ninguém se demite,  ninguém sente vergonha. A culpa sempre é da herança maldita, todos flagrados e filmados falando sobre a necessidade de unificar a forma de pagamento de propinas a deputados e secretários de estado, enfim dessa catinga, dessa merdice que jamais ofendeu o nariz humano dali, dessa gosma fétida, amarela, da cor da nossa bandeira.
           Enfim, nasce a necessidade da não-renúncia a fim de não ser preso e tentar a reeleição, porque o povo não tem memória e sabe que a política é a mais antiga das profissões. Portanto se, nos destaques dos telejornais, o âncoras alertarem sobre uma matéria com deputados da nossa Casa, por favor, tirem as crianças da sala!

1 comentários:

Shelton disse...

Uai, não é que nosso menino está escrevendo como gente grande? Rapaz, me sinto orgulhoso em ver suas sabias palavras, e através delas enxergar que nosso meninão cresceu muito bem.

Abraços,

Toru.

Postar um comentário