26 de fevereiro de 2010

Hoje é sexta-feira

Hoje é sexta-feira.
E sexta-feira é dia de descobrir alamedas alternativas
Buscar expectativas novas.
E por isso mesmo esteja pronto para elas desligando o celular.
Esqueça a gravata
Não leia os editoriais
Não vá atrás do comentarista econômico
Que diz hoje o que vai acontecer amanhã
E amanhã explica com detalhes porque nada daquilo aconteceu ontem.
Prepare o dia para jantá-los
Antes que eles almocem você.
Sem esquecer que mais vale um contra-filé no prato do que um boi inteiro no açougue.
E se a bolsa estiver caindo
Reze para que ela caia com moderação.
Não dê bola para o congestionamento
Porque o trânsito tem razões que a própria razão desconhece.
Hoje é dia sim para se gostar de gente como a gente.
E nunca chame de honesto um homem que nunca teve a oportunidade de roubar.
Não peça a Deus que lhe dê, mas que o coloque onde haja.
Se você só sabe fazer feijão com arroz, tente juntar um ovo de vez em quando.
Pense sempre grande... Quem já ouviu falar no Alexandre, o Médio?
Repare que somos fãs de música
Gostamos de esportes
Somos apaixonados pela paixão.
Se você não é adepto da musculação, seja mais madrugada.
E não faz mal se o dia comece e amanheça devagar
As flores não têm pressa, nem os frutos.
Sabem que a vagareza dos minutos adoça a primavera que está chegando.
E por isso não faz mal que o dia vença à noite
O importante é trazer os olhos enxutos e a intenção de madrugar.
Meu Deus, fui eu quem escrevi esse poema?
E como hoje é sexta-feira
Você não deve xingar a mãe dos outros
A menos que tenham xingado a sua.
Seja hoje um amante à moda antiga
Mande flores
Faça uma declaração de amor
Abra a porta do carro para ela.
Não porque o carro seja novo, mas porque ela continua abusadamente nova.
Por fim, digo que só acredito naquilo que posso tocar.
E por isso eu não acredito na Juliana Paes.
Have a nice weekend =)

24 de fevereiro de 2010

Sobre o livro de Adolf Hitler : Minha luta.

Confesso que parei de ler o livro. É um livro maldito. E creio que os historiadores dirão a mesma coisa que pensei. Este livro foi transformado em best-seller obrigatório e quase numa bíblia quando os nazistas chegaram ao poder. Este livro infame é por todos os títulos um manual explícito do Nazismo. O ódio aos Judeus e à Democracia estão bem nítidos nesse livro. Eu, por ser uma pessoa civilizada descarto qualquer interesse por essa leitura de baixo tom, que influencia e muito o leitor despreparado.
Se o livro está banido da Alemanha desde o final da Segunda Guerra, por que eu que devo trazê-lo de volta? Aliás, posso até imaginar que o único local onde esse livro vergonhoso seria reeditado, com capa luxuosa e escrito em ouro, seria no Irã, onde Ahmadinejad nega o holocausto e propõe a extinção de Israel. Este livro com toda certeza seria a reedição do terror, da ignorãncia, da mentira e da infâmia.
Como negar o brutal genocídio cometido pelo regime nazista?
Por tudo isso, importante é não esquecer, recordar para não repetir, relembrar para purificar a memória e reconciliar mentes e corações:


Lei 7716/89 Art.20 § 1º Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97) Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa."

16 de fevereiro de 2010

Será que você é uma pessoa paciente?

O trânsito de São Paulo tem razões que a própria razão desconhece. E diante deste relato do congestionamento nosso de cada dia, lanço uma pergunta: Será que você é uma pessoa paciente? Pensei... Se eu pudesse ir à farmácia comprar tabletes de paciência, tudo ficaria mais fácil. No carro ao lado, ouço palavrões e os xingamentos atingem toda a dinastia de certos políticos. Sem paciência, os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o grito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata; o marido, uma mala sem alça; a velha amiga, uma alça sem mala; o emprego, uma tortura; a escola, uma chatice. Até mesmo o Internet Banking demora a dar o saldo da conta. Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus. A paciência está em falta no mercado e, pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta. Pergunte para alguém, reconhecidamente ansioso, onde é que ele quer chegar, qual é a finalidade em sua vida. E surpreenda-se com a falta de metas, objetivos. E você também, leitor deste blog, evite o trânsito abominável. Até onde você quer chegar? Sair correndo tanto para quê? Por quem? Seu coração vai aguentar? Se você enfartar hoje, o mundo vai parar, a mega-sena deixará de ser sorteada? A empresa onde você trabalha vai acabar? Se você leu até aqui, respire fundo, acalme-se. O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o giro ao redor do sol com ou sem a sua paciência.

Cuidado com a fúria de um homem paciente e tente não perder a paciência.

Seja feliz.