8 de maio de 2010

Por que escolhi Direito?

Foi essa a pergunta que me fiz há um ano. Por que Direito? O que motiva uma pessoa a fazer um curso como Direito, tão tradicional, mas ao mesmo tempo taxado como complexo, difícil, para pessoas que gostam de ler e escrever apenas? Na busca desse porque, me questionei diversas vezes antes de prestar o vestibular se era realmente isso que eu queria, se conseguiria ser um bom bacharel, entre outras inúmeras dúvidas de um adolescente pensando em seu futuro. O tempo passou, eu entrei na faculdade, e hoje, mesmo após somente um ano de curso, acho que encontrei respostas para as minhas dúvidas cruéis de ensino médio.

Bom, o curso de Direito, ou como diziam os antigos, curso de Advocacia, não se resume tão somente á leis e posturas jurídicas. O curso de Direito, é um instrumento de pacificação da sociedade. Sim, pacificação. É só olharmos ao nosso redor e vermos como a maioria de nossos conflitos, leia-se aqui qualquer tipo de conflito, é resolvido com a ajuda do Direito. Um cidadão que não paga seus impostos, por exemplo, será penalizado com a ajuda do Direito, que regulamenta normas cerceadoras para tal ato. Atos corriqueiros, situações diversas, em tudo, absolutamente tudo, o Direito está presente. Vendo isso, essa onipresença do Direito na sociedade, pude ver como resolver conflitos, pacificar, seja lá qual seja a expressão mais correta, é uma coisa totalmente apaixonante com a medida que o tempo passa. Porque na verdade, o bacharel em Direito torna-se a priori um advogado, um representante, defensor de um direito alheio. E por ser assim, um modo de defender a violação de algo que pertence a alguém, o Direito torna-se apaixonante, algo gostoso de aprender e aplicar.

Partindo do pressuposto que muitos estudantes de Direito fizeram as mesmas perguntas que eu, e hoje têm as mesmas respostas, creio que de fato o Direito é fundamental para uma sociedade, assim como outras ciências, só que temos como diferencial o fato de organizar, estruturar e “praticar” uma sociedade, visando o bem comum, algo que as outras ciências não possuem, pois só o Direito consegue se meter nesse meio. Dessa forma, todos aqueles que estudam Direito se sentem atores importantes dessa eterna pacificação de conflitos. Está aí uma boa nota a se fazer: muitos, muitos mesmo, exageram nesse pensamento de ser importante para a sociedade e acabam indo para o caminho quase sem volta da arrogância. Essa é uma visão que muitos têm sobre os aplicadores do Direito, que de fato é verdade para aqueles que não possuem a humildade suficiente para trabalhar nesse ramo. Mas voltando aos seres racionais do Direito, aqueles que sabem da sua importância e não abusam dela, esses se apaixonam por saber que são eles que mexem com as vontades contrárias das partes, que são eles os responsáveis por acordarem tais vontades, ou defende-las até a morte. É aí que está nosso sentimento, a responsabilidade por algo que não é nosso, mas acaba sendo: o DIREITO. Nessa árdua missão de defender e lutar por algo que não nos pertence, está a competência de cada um.

Muitos vão bem, outros nem tanto.

Mas falando daquela paixão que começamos o texto, é algo simplesmente marcante. Não estudamos apenas leis, como já disse. Estudamos comportamentos, interpretações, raciocínios, doutrinas, vidas, sociedades, pessoas. Estudamos intensamente o mundo que rodeia a Lei do que esta propriamente dita.

Após meu primeiro ano de faculdade, vesti a camisa dessa missão. Mexer não só com processos, litígios, mas defender algo que ninguém, absolutamente ninguém pode tirar de nós: o NOSSO direito. Quem faz Direito se apaixona, se reveste de uma força maior para assumir a responsabilidade que o cargo nos traz. Foi isso que me rumou para decidir ser um bacharel em Direito.

Enfim, faço Direito porque gosto, porque amo, porque me dedico. Porque Direito é a minha praia e de muitos apaixonados em garantir uma sociedade melhor. Quando, e se esse amor por ser defensor de alguém ou de algo terminar, minha missão estará completa…

14 comentários:

@qFernando disse...

Hum.. q bom q vc gosta, afinal vc teve uma grande mudança na sua vida pra poder fazer direito e tah no caminho certo... se eu fosse fazer um texto sobre o meu relacionamento com a administração eu concerteza conseguiria q muitos desistissem do curso pq pelamor viu...

Ps.: Estudantes de Direito são metidos, fakes e ng gosta de vcs...

brinks!

surita disse...

Isto ai Cabeça, o advogado só vai se realizar, bem como qualquer outro ser humano, se conseguir promover """""JUSTIÇA"""""

Carol Gobbo disse...

Muito bom texto,Parabéns!!
Direito realmente é apaixonante pois ele nos oferece a oportunidade de poder fazer acontecer a justiça em nossa sociedade podendo assim contribuir para que fique cada vez melhor e mais justo o meio em que vivemos.
Pois os advogados são capazes de fazer do mundo um lugar melhor,julgar os errados e ajudar os certos.
Essa profissão é gratificante para quem gosta de ajudar as pessoas e ver então a justiça ACONTECENDO.

Luciana Cavalcanti disse...

Nossa! Até arrepiei com seus comentários Lucas; eu também faço o curso de Direito e simplesmente adoro!

Parabéns pelo blog, adorei!!

Luciana, Brasília-DF

João Camargo disse...

Poxa cara! Muito legal! Eu tenho 24 anos, já cursei pela metade um curso de graduação. Esse ano pretendo voltar a estudar, até uns dias atrás eu pensava em fazer jornalismo, porém, hoje, mais ou menos, em 80% decidi fazer direito. Sempre achei legal o curso de direito, até mesmo quando eu fiz outro curso anos atrás. Nesses dias, ao refletir sobre a vida e o mundo que envolve todo meu cotidiano percebi o quanto o direito é necessário. Percebi que está acima de leis e regras, existe todo um envolvente social que me fascina. Entender as leis é fundamental, tal como, entender os aspectos sociais. Um abraço!

Rafaelle Neves disse...

Gostei muito do seu texto, e sua paixão pelo direito. Eu quero fazer o curso de direito, mas tenho muitas dúvidas, se vou conseguir gostar e chegar até o fim, mas me animei de ver sua declaração!
Abraço

Paraná

Bertoni Thales disse...

me esclareceu muito seu comentario meu amigo parabéns, minha area é vendas mas pensei em sair da area e pular pra DIREITO, e andei pesquizando sobre a area e outros amigos que fazem me falou a mesma coisa que vi aqui no seu relato,, agora estou decidido,,sairei da area de vendas com toda certeza e farei valer o direito que aos muitos são tirados na nossa sociedade!!!

Alisson Berkenbrock disse...

Muito bom o texto mesmo, para mim que estou terminando o ensino médio, ver isso sobre o direito foi muito bom, a anos tenho a vontade, tenho dedicação para ingressar na faculdade, mas sempre ficava com aquela duvida, mas a partir de hoje tenho certeza que é isso que eu quero pra minha vida.

nelianna pimentel disse...

Parabéns, ler seu texto me fez ter ainda mais certeza de que é esse curso que devo fazer obrigada.

Caio Costa Souza disse...

Direito é maravilhoso. O segredo está na leitura - Leia até sair sangue dos olhos- essa é a regra para o sucesso.

Wallisson Bispo disse...

Parabéns pelo texto, tô em dúvida em qual curso superior seguir e o Direito é uma das opções, esse seu texto fez eu ver o Direito em partes que nunca tinha observado. Parabéns outra vez!

Wallisson Bispo disse...

Parabéns pelo texto, tô em dúvida em qual curso superior seguir e o Direito é uma das opções, esse seu texto fez eu ver o Direito em partes que nunca tinha observado. Parabéns outra vez!

Wallisson Bispo disse...

Parabéns pelo texto, tô em dúvida em qual curso superior seguir e o Direito é uma das opções, esse seu texto fez eu ver o Direito em partes que nunca tinha observado. Parabéns outra vez!

Joao Alfredo disse...

Cara muito bom tudo o que você escreveu.
Parabéns tenho o mesmo pensamento, sou estudante de direito estou no meu segundo ano, e vou te falar está sendo gratificante estou gosta mesmo ...
Parabéns pelo blog

Abraço.

Postar um comentário